Produção de forrageiras hibernais sobressemeadas em Tifton 85 e características físicas do solo em função do pastejo

DSpace/Manakin Repository

Produção de forrageiras hibernais sobressemeadas em Tifton 85 e características físicas do solo em função do pastejo

Show full item record

Title: Produção de forrageiras hibernais sobressemeadas em Tifton 85 e características físicas do solo em função do pastejo
Author: Londero, Ana Lúcia
Abstract: A atividade leiteira se destaca nas unidades de produção agropecuária da região do noroeste do RS, proporcionando uma forma mais estável e segura de renda agrícola mensal para produtores. O Tifton 85 (Cynodon dactylon L.) é uma poaceae perene muito utilizada pelos produtores na formação de pastagens rurais devido ao seu hábito de crescimento prostrado (rizomatozo e estolonífero), que possui alta capacidade de resistência ao pisoteio animal. A sobressemeadura de forrageiras hibernais sobre Tifton 85 constitui uma prática importante na utilização da área pastoril. Objetivo avaliar o estabelecimento e a produção de matéria seca de espécies forrageiras hibernais cultivadas sobre Tifton 85 e a qualidade física do solo. Foi conduzido no IRDeR/DEAg/UNIJUI em Augusto Pestana (RS), em duas modalidades (com e sem) pastejo, com três consórcios: Aveia preta (Avena strigosa Schreb), Aveia preta + Ervilhaca (Vicea sativa L) e Aveia preta + Trevo vesiculoso (Trifolium vesiculosum cv.) e em 4 profundidades 0,0-0,05, 0,05-0,10, 0,10-0,15, 0,15- 0,20 m. No estudo foi determinada a porcentagem de cobertura do solo e a estatura de plantas das espécies hibernais, a produção de matéria seca total e de lâmina foliares das espécies consorciadas e do Tifton 85 através da coleta de forragem em pontos representativos da área. Os parâmetros físicos como densidade do solo, umidade gravimétrica, porosidade total, espaço aéreo, umidade volumétrica foram determinados através do método de anel volumétrico e a resistência do solo à penetração radicular pelo Penetrômetro. Constatou-se que a inclusão das leguminosas não afetou o desenvolvimento da aveia preta, entre as leguminosas a ervilhaca apresentou melhor desempenho. A produção de matéria seca para todos os consórcios pode ser considerada baixa. A aveia preta + ervilhaca apresentou um melhor desempenho inicial se mostrando uma espécie mais precoce em relação ao trevo vesiculoso, que teve uma produção mais tardia. A concentração de lâmina foliar entre os consórcios foi diminuindo conforme o ciclo reprodutivo das espécies. A deposição de massa residual a cada corte foi em média de 900 kg ha-1. As densidades do solo encontradas não resultam em nenhuma restrição ao desenvolvimento radicular na camada superficial e a resistência à penetração está situada na classe média nas camadas de profundidade abaixo de 0,10 m que resulta em algumas limitações ao desenvolvimento radicular, o que não acontece nas camadas mais superficiais, significando que o manejo utilizado foi adequado.
Description: 72 f.
URI: http://bibliodigital.unijui.edu.br:8080/xmlui/handle/123456789/1784
Date: 2013-09-13

Files in this item

Files Size Format View Description
Ana Lúcia Londero tcc.pdf 1.721Mb PDF View/Open Monografia

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account