O jogo dramático e a educação: construindo argumentos

DSpace/Manakin Repository

O jogo dramático e a educação: construindo argumentos

Show full item record

Title: O jogo dramático e a educação: construindo argumentos
Author: Zucatto, Marina
Abstract: A dissertação intitulada “O jogo dramático e a educação: Construindo argumentos”, aborda a questão do jogo dramático como presença do lúdico e do imaginário na escola. A pesquisa procura construir argumentos sobre o jogo dramático como possibilidade de experiência da infância como outro. Neste sentido, a dissertação propõe a infância como uma construção social e histórica, constituída em muitos espaços e tempos. Pensar na infância como outro é acolher as múltiplas faces que este outro pode apresentar, desmistificando a infância única, generalizada, controlada. Ao dissertar, foi possível perceber a infância como outro que nos escapa, nos surpreende, um outro protagonista do seu tempo. Desse modo, a infância como outro é acolhida pela possibilidade da experiência na qual os sujeitos se tornam sujeitos da experiência, capazes de envolverem-se no que lhes acontece, lhes passa, e assim, lhes forma e transforma. O trabalho dissertativo procura articular estas concepções sobre a infância como outro e sobre a educação como experiência, para que a partir de tais concepções o jogo dramático apresente-se como uma possibilidade de viver a experiência da infância como outro. O jogo dramático, nesta perspectiva, compreende a experiência do brincar como construção, reconstrução, compreensão e interação de mundo, capaz de acolher a diversidade do outro e de suas culturas. Tais argumentos foram sendo construídos a partir da dialogia entre as escolhas teóricas e as cenas do cotidiano desta pesquisadora como professora do 2º ano do Ensino Fundamental. Deste modo, as cenas foram transcritas e interpretadas na interlocução com estudiosos que se tem dedicado ao estudo sobre o jogo dramático, a infância e a educação, tais como: Leenhardt, Courtney, Slade, Brougére, Huizinga, kohan, Sarmento, Larossa, Morin e Silva. Através do entrelaçamento de argumentações teóricas e vivências profissionais, constatou-se que o jogo dramático apresenta-se como uma possibilidade dos sujeitos interagirem e produzirem cultura, sua estrutura lúdica e imaginária proporciona às crianças participarem dos acontecimentos sem sofrer as conseqüências reais, tornando-se um espaço imprevisto de criações, recriações, exploração e compreensão do mundo. E é nesse espaço flexível, frívolo e, ao mesmo tempo sério, que é possível compreender o jogo dramático como experiência da infância como outro.
Description: 125 f.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/371
Date: 2011-12-06

Files in this item

Files Size Format View Description
Marina Zucatto.pdf 707.9Kb PDF View/Open Dissertação

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account