Declínio da função paterna ou deslocamento do pai: Reflexões acerca das mudanças histórico-sociais e implicações no contexto familiar

DSpace/Manakin Repository

Declínio da função paterna ou deslocamento do pai: Reflexões acerca das mudanças histórico-sociais e implicações no contexto familiar

Show full item record

Title: Declínio da função paterna ou deslocamento do pai: Reflexões acerca das mudanças histórico-sociais e implicações no contexto familiar
Author: Fernandes, Camila Krüger
Abstract: No presente Trabalho de Conclusão de Curso temos como tema: DECLÍNIO DA FUNÇÃO PATERNA OU DESLOCAMENTO DO PAI: reflexões acerca das mudanças histórico-sociais e implicações no contexto familiar. Nele abordamos o percurso histórico das transformações ocorridas na sociedade e no âmbito familiar, destacamos o lugar do pai neste contexto. A família, como célula nuclear da sociedade, tem sido apontada como central da análise feita, por isso evidenciamos a compreensão das configurações que ficam postas e o lugar dos pais e dos filhos neste contexto de modificações. O pai ganha destaque neste trabalho, com o enfoque no exercício da Função Paterna e as modificações ocorridas neste lugar, tanto social, como no contexto psicanalítico; em razão disso, levantamos questionamentos acerca deste lugar e nos indagamos se a família estará posta em desordem após estas modificações. O pai, que inicialmente possuía uma imagem de Deus-pai, no decorrer da história, perde este lugar central de autoridade, passa a ser questionado e a ter que dividir o seu lugar com a mulher e com o Estado. Para tanto, foi realizada uma revisão bibliográfica, que contemplou as configurações da Família Romana até as configurações familiares contemporâneas, tendo como referências os textos dos autores Turkenicz e Roudinesco. É oportuno mencionar que o conceito de pai para a Psicanálise remete a algo diferente do que no senso comum, portanto, em Psicanálise, o Pai é uma função. Entretanto, quando Freud faz referência ao pai, podemos pensar no pai encarnado, o pai da triangulação edipiana, pai-mãe-filho. Porém, para Lacan, o pai é uma metáfora que vem para ocupar o lugar de um significante expresso na linguagem. Também exemplificamos o conceito de Complexo de Édipo no Caso Hans, escrito por Freud; e, também, mencionamos sua obra Totem e Tabu, para explicar como o mesmo se baseou no modo em que a sociedade se organizava para tecer conceitos de sua teoria, que estão exemplificados na interdição ao incesto e no paricídio. Por fim, tratamos da mudança social e de seus reflexos nas novas configurações familiares, o declínio social da imago paterna e suas consequências, também referenciado em Lacan e alguns autores da contemporaneidade. Para a Psicanálise, a função paterna é a inscrição do terceiro que vem para interditar o sujeito na relação que estabelece inicialmente com a mãe. Concluímos que na contemporaneidade assistimos a uma decadência dos grandes referenciais de avalição que cimentavam o mundo social. Assim, se antigamente as escolhas dos sujeitos eram norteadas pelos sólidos códigos de interpretação ou pela religião, hoje se observa um desmoronamento das balizas que conferiam à sociedade. E, portanto, as famílias de hoje buscam se reinventar, consolidando os laços que as mantém unidas.
Description: 41 f.
URI: http://bibliodigital.unijui.edu.br:8080/xmlui/handle/123456789/4285
Date: 2017-07-25

Files in this item

Files Size Format View Description
Camila Krüger Fernandes.pdf 419.4Kb PDF View/Open Camila Krüger Fernandes.pdf

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account