Aprendizagem Organizacional Nas Empresas Do Segmento De Móveis: um estudo na Região Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul

DSpace/Manakin Repository

Aprendizagem Organizacional Nas Empresas Do Segmento De Móveis: um estudo na Região Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul

Show full item record

Title: Aprendizagem Organizacional Nas Empresas Do Segmento De Móveis: um estudo na Região Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul
Author: Buss, Maria Aparecida Da Silva
Abstract: A presente dissertação trata das questões relacionadas à aprendizagem em nível organizacional e a sua contribuição para a criação de conhecimento, inovação e consequente vantagem competitiva do segmento de móveis da região Fronteira Noroeste. Nesse estudo, o objetivo foi identificar e descrever o processo de aprendizagem organizacional nas empresas moveleira; investigando as práticas do processo de aprendizagem organizacional (aquisição interna e externa de conhecimentos) e analisar os impactos do processo de conversão do conhecimento (socialização e codificação de conhecimentos) na estratégia de competitividade das empresas investigadas. A investigação contempla as empresas do segmento de móveis situadas na região Fronteira Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul. O trabalho conta com referenciais bibliográficos e documentais acerca do tema. Incorpora entrevistas de gestores em três empresas, análise de dados secundários de 28 empresas, caracterizando-se como pesquisa de campo, de natureza exploratória e descritiva, com abordagem quali-quantitativo. A coleta de dados empíricos conta com a técnica de entrevistas semiestruturadas e o método da observação. Os sujeitos da pesquisa foram os três proprietários administradores das empresas, sendo em relação ao porte dos empreendimentos uma considerada como microempresa, outra pequena e uma média. Os resultados obtidos revelam que aprendizagem organizacional depende de novos padrões organizacionais, como a criação de interpretações de fatos e conhecimentos construídos socialmente tornando-se parte da organização, geradas internamente ou induzidas por agentes externos, sendo que a criação do conhecimento na dimensão organizacional da aprendizagem implica na criação de condições estruturais que a tornam possível, tanto gerando e fazendo o intercâmbio de conhecimentos a partir da própria prática, como processando o conhecimento procedente de agentes internos ou organizações externas. Entre as conclusões, destaca-se a dicotomia do discurso dos empresários em reconhecer a importância do conhecimento como ativo estratégico e as ações efetivas e promotoras do processo de criação do conhecimento como: ausência de ambientes reconhecidos, estruturados, institucionalizados e propícios à criação e compartilhamento do conhecimento; a falta de criação do conhecimento de forma sistêmica, sistematizada e sustentada; a existência de atividades criadoras do conhecimento atuando de forma isolada e sem apoio institucional; e os baixos índices de colaboração dos integrantes das organizações no processo de criação do conhecimento. Em relação à aprendizagem organizacional, destaca-se ainda que ocorra de forma experiencial, a partir da interação social, do aprender pela prática e pela troca de informações e observação. Conclui-se que as empresas do segmento moveleiro da região noroeste do Rio Grande do Sul aprendem a partir das experiências vivenciadas no nível individual, pois ainda não aprenderam a estruturar processos para criar conhecimentos organizacionais e também não aprenderam a compartilhar e socializar experiências com outras organizações (aprendizagens no nível interorganizacional).
Description: 93 f.
URI: http://bibliodigital.unijui.edu.br:8080/xmlui/handle/123456789/4342
Date: 2017-07-27

Files in this item

Files Size Format View Description
Maria Aparecida da Silva Buss.pdf 1.218Mb PDF View/Open Maria Aparecida da Silva Buss.pdf

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account