A governança e o desempenho das instituições comunitárias de ensino superior: um estudo multicaso da UNIJUÍ e da UNIVATES

DSpace/Manakin Repository

A governança e o desempenho das instituições comunitárias de ensino superior: um estudo multicaso da UNIJUÍ e da UNIVATES

Show full item record

Title: A governança e o desempenho das instituições comunitárias de ensino superior: um estudo multicaso da UNIJUÍ e da UNIVATES
Author: Bussler, Nairana Radtke Caneppele
Abstract: O presente estudo teve como objetivo identificar as contribuições da governança no desempenho das instituições comunitárias de ensino superior, em particular da UNIJUÍ e da UNIVATES. Quanto à metodologia utilizada, a orientação paradigmática foi a interpretativista da realidade social. A natureza da pesquisa classificou-se como social com finalidade aplicada, através dos níveis de estudo exploratório e descritivo, com abordagem qualitativa e quantitativa. Os procedimentos técnicos utilizados foram: pesquisa bibliográfica, estudo multicaso, pesquisa documental e de campo. O universo de investigação corresponde a duas instituições comunitárias de ensino superior: a UNIJUÍ e a UNIVATES. Para o estudo, adotou-se procedimentos de coleta e análise de dados preconizados pelo método da Direct Research (Mintzberg, 1983), sendo traçada uma linha de eventos marcantes para as instituições, delimitando os períodos em que ocorreram mudanças e adaptações estratégicas e destacando os fatos ocorridos nesta trajetória. Para isto, anteriormente realizou-se entrevistas e fontes documentais, tais como: balanços sociais, Planos de Desenvolvimento Institucional, notícias em sites, jornais, folders e cartilhas. O modelo de análise utilizado, referenciou-se em Pettigrew, Ferlie e McKee (1992), o qual possibilitou a compreensão do conteúdo, contexto e processo de mudança e adaptação estratégica das instituições, no período de 1985 até 2016 na UNIJUÍ, e 1997 a 2016 na UNIVATES. Na UNIJUÍ identificaram-se quatro períodos de mudanças e adaptações estratégicas, e na UNIVATES três. Observou-se que os valores da governança: a transparência, a equidade, a prestação de contas e a responsabilidade corporativa, bem como às dimensões, propriedade, princípios, propósitos, papéis, poder, práticas, pessoas e perpetuidade, estiveram presentes nos períodos analisados. Os atores institucionais, integrantes da estrutura governança, demonstraram aprimoramento da gestão com o passar dos anos, proporcionando vantagem competitiva. Outra conclusão que este estudo proporcionou foi que, em instituições comunitárias de ensino superior, o número de alunos não necessariamente reflete um desempenho econômico-financeiro positivo e crescente, conforme dados apresentados nos resultados. Para tanto, compreende-se que, quanto mais qualificados, engajados, reestruturados e antecedidos por planejamento, os integrantes da estrutura de governança estiverem, melhores serão os resultados obtidos. Embora o estudo empírico se concentre em duas organizações específicas, é razoável supor que este cenário, por fatores isomórficos, reflita em boa parte a dinâmica de funcionamento do sistema comunitário gaúcho de educação superior laico, sendo está uma das contribuições deste estudo para a linha de gestão empresarial e também para o desenvolvimento regional. Por se tratar de um estudo realizado apenas na mantida e não na mantenedora, foram encontradas limitações ao acesso de informações, tais como o resultado financeiro na UNIJUÍ dos anos de 1985 até 1995, e na UNIVATES de 1997 até 1999. Outra limitação se refere a coleta de dados, que poderia ter sido realizada envolvendo funcionários e integrantes da estrutura de governança das ICES. Para pesquisas futuras, sugere-se a aplicação da metodologia de Andrade e Rosseti (2014) fundamentada em oito dimensões, que podem sintetizar o ambiente, o sistema, os pontos fortes, as fragilidades e as situações críticas e orientar as ações para fortalecer a governança nas organizações. Outra linha de estudo sugerida para investigação, que pode ser considerada como uma importante lacuna teórica nesse campo da gestão universitária, diz respeito a pertinência desse tipo de projeto, ou seja, as ICES são efetivamente instrumentos de desenvolvimento regional, projetos passíveis de exequibilidade em um contexto que tem a supremacia de uma lógica de mercado.
Description: 169 f.
URI: http://bibliodigital.unijui.edu.br:8080/xmlui/handle/123456789/5786
Date: 2019-03-04

Files in this item

Files Size Format View Description
Nairana Radtke Caneppele Bussler.pdf 2.125Mb PDF View/Open Dissertação

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account