Produtividade de milho (Zea mays) e feijão miúdo (Vigna unguiculata) em cultivo consorciado

DSpace/Manakin Repository

Produtividade de milho (Zea mays) e feijão miúdo (Vigna unguiculata) em cultivo consorciado

Show full item record

Title: Produtividade de milho (Zea mays) e feijão miúdo (Vigna unguiculata) em cultivo consorciado
Author: Sauter, Anelise Cristina
Abstract: A bovinocultura de leite na região Noroeste do Rio Grande do Sul é alternativa para geração de renda nas propriedades gaúchas. A alimentação do rebanho é comumente realizada com pastagens, porém, existem períodos de entressafra forrageira, quando o armazenamento de alimento na forma de silagem surge como opção. A silagem mais utilizada ainda é a de milho, sendo uma opção que muitas vezes pode comprometer a qualidade do solo. Como é de conhecimento geral, a ensilagem do milho retira todo o material verde produzido pela cultura, deixando o solo sem cobertura, podendo acarretar na erosão, entre outros. Espécies leguminosas são reconhecidamente melhoradoras de solos, pela capacidade de fixação biológica de nitrogênio, e as espécies tropicais são componentes importantes nos sistemas de produção integrados pelo residual de fertilidade que permitem aos cultivos de inverno. O objetivo deste trabalho foi avaliar o consórcio de milho com quatro diferentes cultivares de feijão miúdo, a fim de identificar qual dos tratamentos teria maior produção de forragem tanto para milho quanto para feijão e, maior produção de grãos de feijão. O experimento foi conduzido no Instituto Regional de Desenvolvimento Rural (IRDeR), em Augusto Pestana – RS. A semeadura do consórcio foi realizada no dia 26 de janeiro de 2010 e, a colheita do milho para ensilagem e dos feijões, em 6 de maio de 2010. Foram testadas as variedades vermelho, preto, baio e amendoim de feijão miúdo e a cultivar de milho foi Coodetec 308. Foi determinada a densidade populacional de plantas e as medições realizadas individualmente por planta. As plantas colhidas foram separadas botanicamente em folha, colmo + bainha, material morto e espiga inteira (milho) ou legume (feijão miúdo). A análise estatística não mostrou diferenças na produtividade das variedades de feijão miúdo e do milho, indicando bom potencial produtivo para todos os materiais testados. Mesmo sem diferenças estatísticas, o feijão miúdo variedade amendoim apresentou a maior produção de grãos (1153,7 kg ha-1), de massa de matéria verde (8921 kg ha-1) e de massa de 7 matéria seca (2704,3 kg ha-1). Os maiores valores de produtividade de milho foram registrados no consórcio com a variedade amendoim, com médias de produção de massa matéria verde de 25641 kg ha-1 e de massa de matéria seca de 7692,2 kg ha-1. O cultivo consorciado de milho com feijão miúdo demonstra bom potencial para a composição de sistemas de produção mais sustentáveis.
Description: 54 f.
URI: http://hdl.handle.net/123456789/600
Date: 2012-03-16

Files in this item

Files Size Format View Description
TCC ANELISE SAUTER AGRONOMIA.pdf 1.792Mb PDF View/Open Monografia

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account