Diagnóstico do processo decisório de compra do consumidor de cerveja: Um estudo dos hábitos de consumo

Show simple item record

dc.contributor.author Pertile, Etiene
dc.date.accessioned 2018-06-20T23:47:19Z
dc.date.available 2017
dc.date.available 2018-06-20T23:47:19Z
dc.date.issued 2018-06-20
dc.identifier.uri http://bibliodigital.unijui.edu.br:8080/xmlui/handle/123456789/5083
dc.description 119 f. pt_BR
dc.description.abstract Introdução O presente estudo realizou-se com o intuito de entender o comportamento do consumidor com relação à aquisição e consumo de cerveja, procurando obter informações referentes aos atributos considerados importantes pelos consumidores na decisão da compra. Compreender as necessidades dos clientes envolve entender os fatores levados em conta na hora da compra, sendo antes, no momento da compra ou depois, ter conhecimento profundo do cliente é um diferencial, o ser humano é complexo, se adapta as mais diferentes condições, além de ser influenciado por pessoas e situações ao seu redor. Isso afeta nossas decisões de compra e devem ser levados em conta pelas empresas que querem satisfazer as necessidades de consumo de seus clientes e atender as expectativas de consumo visando que o mesmo não vai comprar da concorrência. Esse estudo busca compreender os hábitos no processo de compra de cerveja.O comportamento do consumidor diz respeito ao processo de aprendizagem, esse processo refere-se aos hábitos das pessoas e como os estímulos agem sobre seu comportamento. (COBRA, 1992, p.208). Nos últimos anos o mercado cervejeiro vem crescendo enormemente, onde de um lado estão à cerveja em massa e de outro as cervejas artesanais e especiais, aonde a cerveja artesanal vem ganhando cada vez mais espaço em relação aos consumidores. Com isso as cervejarias tem que inovar para se manter frente à concorrência que vem crescendo. Cada consumidor possui hábitos e atitudes diferentes na hora da compra, para Froemming et al (2000, p.5) “o entendimento das atitudes do consumidor que se referem ao processo de tomada de decisão de compra é fundamental e para tanto é necessário prestar atenção aos hábitos, estímulos e atitudes das pessoas”. O objetivo principal do estudo é identificar os hábitos de consumo e os atributos levados em conta no momento da compra dos consumidores de cerveja. Metodologia Quanto aos fins, classifica-se como exploratória e descritiva. Segundo Malhotra (2012), o objetivo da pesquisa exploratória é explorar ou fazer uma busca em um problema ou em uma situação a fim de oferecer informações e maior compreensão. Gil (2002) afirma que as pesquisas descritivas têm como objetivo primordial a descrição das características de determinada população ou fenômeno. Quanto à abordagem a pesquisa classifica-se como sendo quantitativa e qualitativa. A pesquisa quantitativa foi realizada através de questionários aplicados em uma amostra não probabilística por conveniência e em relação à qualitativa por uma amostra não probabilística por julgamento. Na etapa qualitativa foi utilizado Focus Group e na quantitativa o método Survey, onde as pesquisas aplicadas foram estruturadas com questões com o propósito de identificar a visão dos consumidores de cerveja. A entrevista é realizada por meio de perguntas onde os participantes respondem oralmente de forma a mostrar seu comportamento referente ao produto questionado. Malhotra (2001, p.179) afirma que o método Survey se refere a um questionário estruturado dado uma amostra de uma população e destinado a provocar informações especificas dos entrevistados. 6 Os grupos de foco são usados para prover ideias sobre preferências, incentivos e barreiras a certos comportamentos e gerar ideias, tudo do ponto de vista do participante. (MINIM, 2013). A busca destes dados foi dada por meio do Focus Group, onde foram interrogados 12 consumidores de cerveja, através de uma amostra não probabilística por julgamento, realizada nos dias 21 e 22 setembro. E por meio do método Survey através de um questionário que foi aplicado individualmente para 401 consumidores de cerveja, através de uma amostra não probabilística por conveniência, ambas as pesquisas foram realizadas com amostra baseada na região Noroeste. Sendo que a coleta do método Survey foi feita no período de 2 de outubro à 1 novembro de 2017. Na análise e interpretação dos dados, foram lançados os dados no excel, após, com o auxílio do software estatístico, o SPSS (Statistical Package the Social Scienses), foi possível a geração de tabelas para a interpretação dos dados e as técnicas de distribuição de frequência, análise de variância e o Teste T (t-statistic). No último procedimento foram destacadas diferenças entre médias dos grupos que apresentaram uma significância menor que 0,05. Resultados Dentre as 401 pessoas entrevistadas, 52,37% são do sexo feminino e 47,63% do sexo masculino, onde a maioria dos entrevistados é jovem onde as opções de idade que mais se destacaram foram de 20 a 29 anos com 57,11% e de 30 a 39 anos com 20,95%. Quanto ao estado civil a maioria é representada por solteiros com 57,85% seguido de casados/união estável com 41,15%. Referente ao grau de instrução a maioria possui ensino superior completo com 38,90% não muito distante da segunda opção com maior representatividade que foi a ensino superior incompleto com 32,92%. A categoria renda entre R$ 1576,01 à R$ 3152,00 é a renda da maioria dos entrevistados onde atingiu um percentual de 52,37 dos respondentes e por fim quanto à etnia a grande parte dos entrevistados é da etnia alemã com 58,35%, seguida da italiana com 37,41 e uma menor representatividade da polonesa com 4,24%. Em relação aos motivos para compra de cerveja, pode-se destacar que os que mais apresentaram grau de concordância foram “compro cerveja para me sentir bem mais de bem com a vida” com 56,8% de concordância, seguido de “compro cerveja quando recebo visitas com 81,3%, “compro cerveja para ocasiões especiais com 81,6%, “compro cerveja para saborear a qualidade com 72,6% e “compro cerveja para matar a sede” com 71,6%. No que se refere ao processo decisório de compra, em relação ao reconhecimento da necessidade pode-se destacar que a maioria “compra cerveja nos momentos de lazer” com 87,8% de concordância seguida de “quando saio com amigos e familiares compro cerveja” com 84%. Pode-se constatar que em relação à busca de informações a maioria não procura informação, compra direto o produto, evidencia-se pelo percentual de 62,10% que se refere a “não procuro obter informações compro direto o produto”. Seguido de “vejo anúncios nas rádios, outdoor e TV sobre cerveja” com 54,6%. Na avaliação de alternativa pré-compra, a questão que mais se destacou foi “levo em consideração a marca e características do produto” com 84,8% seguido de “levo em consideração a indicação de pessoas conhecidas” com 74,4% e por fim “prefiro comprar em estabelecimentos que já efetuei compras anteriores” com 72,1%. 7 Segundo os dados referente à compra o que mais se destacou foi “prefiro comprar sempre a marca a qual sou fiel” com 55,1% seguido de “compro pelo atendimento” com 49,2%. Em relação ao consumo, constatou-se que “a maioria procura comprar mais de uma marca” com 61,8% seguido de “após comprar o produto, uso-o imediatamente” com 55,1%. Já o que se refere à avaliação de alternativa pós-compra, o que mais se destacou foi “Quando sou mal atendido pelo vendedor, não compro novamente, mesmo tendo o produto que procuro” com 47,7% seguido de “Me arrependo dos produtos que compro por impulso” com 45,4%. Ao que se refere ao despojamento o que mais se destacou foi “Faço separação do lixo ocasionado pelo consumo de cerveja” com 53,7%. Ao relacionar os atributos considerados importantes no ato da compra de cerveja as que mais se destacaram com 76,3% qualidade do produto, com 73,3% sabor, com 65,8% temperatura e preço, com 54,9% disponibilidade do produto 53,9% promoções e por fim 52,6% marca. Quanto as suas preferências, 94,3% dos entrevistados costuma comprar cerveja, e 96,8% consomem o produto, a maioria mora sozinho com 29,9% e quem mais costuma comprar cerveja na casa é eu mesmo (a) com 79,8%, referente à com quem mais consome cerveja na sua casa o que mais se destacou foi com amigos com 58,8%, quanto a se costumam comprar sempre a mesma marca os entrevistados afirmaram que na maioria das vezes com 75,2%. Em relação à frequência de compra a maioria compra cerveja de 1à 15 dias com 84,78%, e em relação à frequência em que consome cerveja constatou-se de 1 a 15 dias com 93,77%. A maioria costuma comprar mais cerveja no mercado com 83,5%, e consomem mais em casa com 82,5% seguido da casa de amigos com 68,6%. Quanto ao consumo no inverno em relação ao verão com 57,8% diminui o consumo, pelo fato de trocar por outra bebida podendo está ser o vinho. Já 86,8% dos entrevistados afirma notar diferença entre o sabor de cervejas da mesma marca. Com relação ao consumo de cerveja artesanal 54,6% já consumiu e gostou. Já referente às marcas que mais consome, houve um equilíbrio entre os sexos, as mulheres consomem mais a Brahma com 52,9% seguido da Budweiser com 51,9% e a Kaiser com 46,7%, os homens preferem a Brahma com 56,5% seguido da Budweiser com 50,8% e a Kaiser com 48,2%. Já as artesanais a que mais se destacou entre ambos os sexos foi a Eisenbahn onde para as mulheres a frequência ficou em 26,7% e para os homens 41,4%. A compra de cerveja ficou equilibrada perante os sexos, sendo que 94,3% dos homens entrevistados compram em relação a 91,9% das mulheres, assim como o consumo os homens entrevistados afirmam que 97,9% consomem cerveja e 95,7% das mulheres concordam que sim tem este hábito de consumo. Em relação à com que moram ambos os sexos em grande parte moram sozinhos, os homens com uma representatividade de 34,6% frente as mulheres com 25,7%. Ambos afirmaram que são os mesmos que mais compram cerveja na sua casa os homens com 85,3% e as mulheres com 74,8%. Com relação à com quem mais consomem cerveja os dois tanto homens como mulheres afiram que com amigos, os homens com 60,7% e as mulheres com 57,1%. Ambos compram na maioria das vezes a mesma marca os homens com 66% e as mulheres com 83,3%, onde costumam comprar o local mais comprado é o mercado sendo que 82,7% dos homens e 84,3% das mulheres. 8 Tanto homens quanto mulheres costumam consumir mais cerveja em casa com 85,7% de representatividade por parte das mulheres e 79,1% dos homens. Já no que diz respeito ao consumo de cerveja no inverno em relação ao verão as mulheres afirmam diminuir o consumo com 73,8% já os homens afirmam não alterar o consumo com 51,3%, o sabor é notado diferença para ambos os sexos os homens com 88,5% concordam que sim em relação a 85,2% das mulheres. No que diz respeito ao consumo e cerveja artesanal ambos já consumiram e gostaram os homens com 55% e as mulheres com 54,3%. Quanto ao gasto à maioria das mulheres gasta entre R$ 26,00 e R$100,00 reais, com 64,9% em relação aos homens que gastam entre R$ 51,00 à R$ 100,00 com 25,7% e de R$ 151,00 à R$ 200,00 com 23,6%. Em relação a quanto bebem por mês/litros, com maior frequência para as mulheres ficou de 1lt à 10lt com 52,4% em relação aos homens que bebem de 1lt à 10lt com 36,1%. Quanto a quanto tempo bebem ambos os sexos bebem de 1 à 10 anos, onde o percentual representado pelas mulheres ficou em 61,0% e dos homens em 41,9% e por fim referente a quantas marcas diferentes de cerveja tem em sua casa ambos os sexos tem em sua maioria 2 marcas de cerveja em casa as mulheres com 46,7% e os homens com 45,5%. Conclusão O estudo buscou entender sobre o consumo de cerveja, diferenciando pelo gênero. Percebeu-se que ambos os sexos consomem e compram cerveja, pois com o aumento do consumo de cerveja pelas mulheres, não se obteve uma diferença em alguns aspectos frente ao homem. É de grande importância que as empresas se preocupem com a satisfação dos consumidores, se preocupando com suas exigências e expectativas perante o produto oferecido. O mercado está cada vez mais competitivo e a necessidade de se preocupar com as prioridades do cliente se tornaram essencial. A partir da pesquisa é possível concluir que o consumo de cerveja varia em alguns aspectos, depende de fatores como idade, sexo, renda, família, atividade exercida, grau de instrução e etnia, entre outros fatores. Pode-se perceber que as marcas mais consumidas pertencem a grandes marcas e empresas que dominam parte significativa do mercado, como Brahma, Budweiser e Kaiser. As organizações que querem se destacar, tem que se aprimorar constantemente, investir em novas fórmulas, tecnologia e marketing constante. Por meio da coleta de dados, interpretação das informações juntamente com a teoria os objetivos foram alcançados, trazendo um pouco do comportamento do consumidor com relação a seu consumo e gosto pela cerveja. pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.subject Ciências sociais aplicadas pt_BR
dc.subject Administração pt_BR
dc.subject Comportamento do consumidor pt_BR
dc.subject Processo decisório de compra pt_BR
dc.subject Atributos do produto pt_BR
dc.subject Cerveja pt_BR
dc.title Diagnóstico do processo decisório de compra do consumidor de cerveja: Um estudo dos hábitos de consumo pt_BR
dc.type Monografia pt_BR
mtd2-br.advisor.instituation Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul pt_BR
mtd2-br.advisor.name Zamberlan, Luciano


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account