Marketing verde na empresa casa dos detergentes

Show simple item record

dc.contributor.author Sichinel, Cícero Beyer
dc.date.accessioned 2018-06-21T00:02:58Z
dc.date.available 2017
dc.date.available 2018-06-21T00:02:58Z
dc.date.issued 2018-06-20
dc.identifier.uri http://bibliodigital.unijui.edu.br:8080/xmlui/handle/123456789/5089
dc.description 64 f. pt_BR
dc.description.abstract INTRODUÇÃO Atualmente, as empresas estão cada vez mais preocupadas com o meio ambiente e as questões sociais. Devido a isso, surgem novas formas de administrar os recursos disponíveis. Nesse contexto aparece o Marketing Verde que trata de gerar produtos e serviços mais sustentáveis, o qual fortalece a imagem das empresas e diferencia suas marcas no mercado. Nos últimos anos, tem ganho muita importância o debate sobre a preservação do meio ambiente, e para as empresas não foi diferente. Com a vinda de novas legislações cada vez mais rigorosas e com consumidores mais preocupados e exigentes, as empresas veem-se obrigadas a observar e praticar cada vez mais a preservação ambiental. Sendo assim, o intuito desse trabalho foi verificar qual é o comportamento da organização no processo de reciclagem das embalagens, de produtos sustentáveis e adequar o marketing verde no processo de vendas. Para isto, o trabalho foi dividido em quatro objetivos específicos em que cada um trata de um assunto. Primeiramente, a pesquisa tratou de identificar as principais ações utilizadas pela empresa em relação ao marketing ambiental, que mostra todos os esforços e todas as barreiras que a empresa enfrenta para manter seu produto sempre em alto nível, e adequando-se conforme a pressão da legislação e população. De acordo com Portilho (2005), a proposta de consumo verde é dominada por análises que consideram que, se os consumidores obtiverem conhecimento suficiente, eles vão obter a necessária “consciência ambiental”, traduzindo-a em atitudes e comportamentos ambientalmente benignos. O segundo objetivo, que se tem como assunto verificar quais são os procedimentos que a empresa providencia em relação ao destino dos resíduos gerados pela produção. Foi muito interessante observar que a empresa tem muito cuidado com a questão residual, pois ela tem como base de seu produto, químicos que atingem diretamente o meio ambiente se forem despejados de uma forma incorreta. Deve-se destacar que o conceito do produto ecológico envolve todo o processo de sua fabricação, e não somente o produto em si. Deste modo os atributos ecológicos do produto constituem a soma dos atributos específicos do produto (duração, facilidade de reciclagem etc.) com os atributos específicos do processo de fabricação (consumo de energia, da agua ou geração de resíduos etc.). (DIAS, 2009, p. 144). No terceiro objetivo, trata de propor ações de marketing verde e ambiental com vistas a melhorias nas embalagens e na venda dos produtos. Para isso, foi feita uma entrevista com os gestores da empresa Casa dos Detergentes, em que foram apontadas algumas ações satisfatórias nas embalagens e de como alavancar as vendas usando o marketing verde. Para Ginsberg e Bloom (2004) uma marca verde é aquela que oferece significativas eco-vantagens sobre os consumidores e recursos para aqueles que estão dispostos a ter como prioridade marcas verdes. Há um segmento significativo de consumidores dispostos a promover produtos e serviços verdes. O quarto objetivo teve como assunto, propor ações aos gestores para melhorar o processo de fabricação, tendo vista a redução dos desperdícios. Foi elaborado um plano de ação onde constam algumas vantagens que podem ser feitas e também alguns investimentos, esses apenas para a minimização de desperdícios e ainda como ganho de produção. O marketing verde não se prende apenas às promoções de produtos recicláveis que possuam certificações ambientais. Ele tem o poder de exigir da empresa um esforço em ser 5 ambientalmente correta em todas as suas ações e requer uma mudança que seja significativa na sua cultura organizacional. (Guimarães, Viana E Costa, 2015). METODOLOGIA De acordo com Zamberlanet al. (2014), a coleta de dados é a definição da técnica de coleta de dados primários a ser adotada, depende em muito dos objetivos que se pretende com a pesquisa e do universo a ser investigado. O estudo é constituído por pesquisa bibliográfica e documental, do qual utilizou-se consulta em diversos livros disponíveis na Biblioteca Universitária Mário Osório Marques e bem como em artigos com dados associados ao tema de pesquisa. O método utilizado foi a entrevista em profundidade, a qual não é estruturada, foi direta e pessoal, em que um único respondente é entrevistado de cada vez por um entrevistador altamente treinado, para descobrir a motivação, as crenças, as atitudes e as sensações com relação a algum assunto. Segundo Vergara (2004), a entrevista é um procedimento no qual se faz perguntas a alguém que, oralmente, lhe responde. A presença física de ambos é necessária no momento da entrevista. Quanto à forma de abordagem, a pesquisa foi qualitativa. Conforme Oliveira (1999), esta difere do quantitativo pelo fato de não empregar dados estatísticos como centro do processo de análise de um problema. A diferença está no fato de que o método qualitativo não tem a pretensão de numerar ou medir unidades ou categorias homogêneas. A bibliográfica, tem por finalidade investigar diferentes contribuições científicas por meio de material já elaborado, constituído, principalmente de livros e artigos científicos (GIL, 2002). Para Zamberlanet al (2014), a entrevista em profundidade pode levar de trinta minutos a mais de uma hora. Depois de formular a pergunta inicial, o entrevistador utiliza um formado não estruturado. O rumo subsequente da entrevista é determinado pela resposta inicial, pelas sondagens do entrevistador, para aprofundar a pesquisa e pelas respostas do entrevistado. Para esse trabalho, elaborou-se um rol de perguntas pelo autor, para fazer a entrevista com um dos gestores da empresa Casa dos Detergentes. Foram aplicadas as perguntas por meio de alguns recursos como, WhatsApp e pessoalmente. Ela realizou-se no local de trabalho do sócio entrevistado, conforme à adequação. De acordo com a entrevista foram elaboradas as respostas, com os dados fornecidos pelo gestor. RESULTADOS No desenvolvimento do trabalho são tecidas sugestões a serem adotadas pela empresa, no sentido de adequar os processos, em relação ao Marketing Verde. Com isso possibilitou-se que a empresa Casa Dos Detergentes visualizasse qual a sua atual situação perante os requisitos exigidos pelos órgãos governamentais e o que poderá ser feito para que se busque a melhoria contínua no processo. Desta forma, é apresentada a estrutura organizacional, as ações da empresa em relação ao marketing ambiental e também um plano de ação onde constam estratégias de melhoraria para ela. A empresa Casa Dos Detergentes apresenta uma estrutura organizacional constituída por setores, com seus respectivos processos, conforme apresenta-se a seguir. Diretoria: um dos sócios da empresa exerce o cargo de diretor geral, o qual desempenha todas as funções inerentes a todo processo, o qual envolve responsabilidades burocráticas, financeiras e sociais. Departamento Administrativo: o gerente de produção desempenha a responsabilidade de apoio à produção, enfatizando a questão de fiscalização e apoio na fabricação dos 6 detergentes. Com o cargo de gerente, ele sempre acompanha todo o processo, elabora a escala de trabalho e a ordem de produção. Laboratório de Qualidade: é onde acontece as atividades químicas do processo de fabricação dos produtos. O químico da empresa é responsável pela qualidade e liberação do produto para envase e comercialização. Departamento de Produção: para a fabricação do produto o gerente da empresa totaliza as quantidades de produtos a serem fabricados conforme demanda dos vendedores. Após a elaboração desse passo, é repassado para o setor produtivo, onde ele usa o estoque para efetuar a produção dos produtos. Departamento de Logística: desempenha a função exclusivamente de envasar, armazenar, rotular e transportar os produtos acabados. Em seguida apresentou-se as ações da empresa em relação ao marketing ambiental, o qual tem como meta mostrar algumas medidas tomadas pela empresa para a questão ambiental. “A solução dos problemas ambientais, ou sua minimização, exige uma nova atitude dos empresários e administradores, que devem passar a considerar o meio ambiente em suas decisões”. (BARBIERI, 2004, p.99) O departamento Informou que a principal estratégia do marketing verde utilizado pela empresa é o fato de produtos químicos que são produzidos serem biodegradáveis. Inicialmente, a alteração da fórmula dos produtos deu-se em razão da adequação à legislação pátria vigente, tornando-os, assim, biodegradáveis. Os produtos seriam feitos com substâncias que podem ser decompostas ou destruídas no solo ou na água por micro-organismos, como fungos e bactérias ou outros agentes biológicos. No caso dos produtos de limpeza que são produzidos, a sua composição torna sua fácil decomposição no solo ou na água. Para a questão dos destinos dos resíduos gerados pela produção, a empresa forneceu todos os dados para que fosse deixado claro a importância que esse aspecto tem, devido à questão ambiental, mas também por ser um desperdício de matéria-prima. Para Barbieri (2004), gestão ambiental são as diretrizes e as atividades administrativas e operacionais, tais como planejamento, direção, controle, alocação de recursos e outras realizadas com o objetivo de obter efeitos positivos sobre o meio ambiente, de forma que os mesmos recursos ajudem a empresa a obter uma boa avaliação de seus clientes. O resultado obtido, de acordo com a entrevista realizada com o gestor da empresa em estudo, constatou-se que a organização realiza a reciclagem das embalagens entregue aos clientes. Para a questão de minimizar os desperdícios gerados pela produção, comentou-se que existe um método específico para evitar o desperdício da produção. Isto é, por meio do controle na técnica da fabricação. Os consumidores, de uma forma indireta, sempre cobram das empresas para que o produto produzido tenha o menor impacto ambiental possível, levando-a contratar uma outra empresa especializada para a destinação de seus resíduos. “Um produto verde (ou ecológico) é, portanto, aquele que cumpre as mesmas funções dos produtos equivalentes e causa um dano ao meio ambiente inferior, durante todo o seu ciclo de vida.” (DIAS, 2009, p. 144). Sendo assim foram apresentadas ações de marketing verde e ambiental com vista a melhorias nas embalagens e na venda dos produtos, para mensurar a importância das ações ambientais, para empresa e para seus clientes. No processo de comercialização, a aquisição da matéria-prima é feita em empresas totalmente idôneas e legalizadas para proceder à venda das matérias primas. Isso porque, o ramo da fabricação dos produtos químicos é muito controlado por diversos órgãos, tais como exército, ANVISA, Polícia Federal, dentre outros. 7 Para a venda do produto, o processo de comercialização da empresa, ela trabalha de duas maneiras: a venda, diretamente ao consumidor final e por meio de revendedores autorizados. Apresentou-se um quadro de ações para melhorias nas embalagens e também para alavancar as vendas. Em que nele constam algumas ações que a empresa pode adquirir, e o detalhamento explicando quais as vantagens de implementá-las. Portanto, com esta análise questionou-se ao gestor, se a empresa foca na satisfação dos clientes por meio da qualidade de seus produtos, o qual comentou que sim, pois a razão de existir da empresa é a satisfação dos seus clientes Por fim elencou-se algumas propostas de ações para a empresa melhorar o processo de fabricação, que usasse o aumento da produção com a compra de alguns equipamentos mas também com a própria readequação do setor produtivo. Fora isso, leva-se em conta a preocupação com os custos, o aumento da produtividade e a satisfação do cliente. Os processos indispensáveis, relacionados dentro do setor de produção, para que haja um bom andamento e um bom desempenho dessa área, são na parte de administração: vendas, financeiro, e treinamento, em que cada uma delas desempenha um papel fundamental dentro da empresa. Para Leff (2008), a sustentabilidade ecológica aparece assim como um critério normativo para a reconstrução da ordem econômica, como uma condição para sobrevivência humana e um suporte para chegar a um desenvolvimento duradouro, questionando as próprias bases da produção fazendo com que as mesmas se fazem necessárias mudanças no método produtivo. As práticas que podem ser observadas na fabricação dos produtos é a incessante busca na manutenção e no aperfeiçoamento da qualidade do produto que é colocado no mercado. No mundo dos negócios, a qualidade já não é mais um diferencial, mas sim uma obrigação para quem quer manter-se no mercado. A empresa preocupada com isso, procura-se manter o melhor controle de qualidade possível no que diz respeito aos produtos fabricados nela. Apresentou-se um plano de ação, onde consta melhorias nos equipamentos e também algumas propostas a serem feitas para alavancar as vendas e melhorar a qualidade no setor de produção. CONCLUSÃO Buscou-se avaliar as práticas utilizadas pela empresa com relevância na questão ambiental e sustentável, além de propor ações de melhorias para as embalagens, as vendas, e no setor de produção. Os resultados obtidos servem para mostrar que sempre a empresa pode melhorar e usar as estratégias para impulsionar suas vendas e aumentar a qualidade de seus produtos. Para o primeiro objetivo especifico, que tratava de identificar as principais ações utilizadas pela empresa em relação ao marketing ambiental, foi atendido conforme o planejado, apresentando assim todas as ações realizadas pela empresa. No segundo objetivo, que tinha como meta verificar quais os procedimentos que a empresa providenciaria com relação ao destino dos resíduos gerados pela produção, foi alcançado. Percebe-se que a empresa desenvolve práticas significantes com relação à destinação dos resíduos. O terceiro objetivo, que tratava de propor ações de marketing verde e ambiental com vistas a melhorias nas embalagens e na venda dos produtos, foram propostas várias melhorias em seus produtos, e também foram apresentadas ações para o crescimento das vendas. Para o quarto objetivo específico, que era propor ações aos gestores para melhorar o processo de fabricação, tendo vista a redução dos desperdícios, foi colocado que, com a aquisição de 8 alguns equipamentos e também com um controle rígido sobre a produção tem como ocorrer à redução de desperdícios. As tendências de resultados positivos surgem cada vez mais e com mais evidências e o marketing verde é uma delas. Mostra que o ecologicamente correto é o equilíbrio que existe entre as ações de formas sustentáveis, com a menor carga residual sobre o meio ambiente. pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.subject Ciências sociais aplicadas pt_BR
dc.subject Administração pt_BR
dc.subject Marketing verde pt_BR
dc.subject Consumo pt_BR
dc.subject Sustentabilidade pt_BR
dc.subject Meio ambiente pt_BR
dc.title Marketing verde na empresa casa dos detergentes pt_BR
dc.type Monografia pt_BR
mtd2-br.advisor.instituation Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul pt_BR
mtd2-br.advisor.name Sparemberger, Ariosto


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account