Trânsito e mobilidade humana: psicologia, educação e cidadania

Show simple item record

dc.contributor.author Mariuza, Clair Ana
dc.contributor.author Garcia, Lucio Fernando
dc.date.accessioned 2019-05-21T18:26:26Z
dc.date.available 2010
dc.date.available 2019-05-21T18:26:26Z
dc.date.issued 2019-05-21
dc.identifier.uri http://bibliodigital.unijui.edu.br:8080/xmlui/handle/123456789/5928
dc.description 128 p. pt_BR
dc.description.abstract A Comissão de Psicologia do Trânsito e Mobilidade Humana do Conselho Regional de Psicologia do Rio Grande do Sul, constituída por psicólogos e profissionais de diversas áreas do conhecimento técnico e científico, representando diversas instituições ligadas ao trânsito, entende que a interdisciplinariedade e a intersetorialidade são fundamentais para se poder pensar o fenômeno trânsito, a prevenção de acidentes e a mobilidade humana em nosso Estado. Acreditando nisso, o primeiro passo desses atores foi de se unirem numa única peça, e, rompendo com o estabelecido, passaram a escrever o próprio roteiro. Na primeira cena, traçaram um objetivo único de refletir e conhecer o fenômeno trânsito, considerando-o um problema de saúde pública cujas consequências interferem na vida de todos. Pensar em mobilidade humana é pensar na livre circulação e no deslocamento com segurança, assim como nas relações sociais que se constituem neste espaço. Continuando a história, acontece a segunda cena, com a realização do I Encontro sobre Trânsito e Mobilidade Humana no Rio Grande do Sul, em que profissionais de diferentes áreas do conhecimento e de diversas instituições ligadas ao trânsito puderam mostrar que, sem a integração de todos os saberes relacionados ao trânsito e mobilidade humana, os resultados de suas atuações não possuem a mesma efetividade. Quando esses saberes ficam dissociados, os atores passam a não dialogar entre si, constituindo um monólogo e distanciando-se do roteiro inicial, construído por meio da interdisciplinariedade e da intersetorialidade. Partindo deste entendimento, que a preservação e o respeito pela vida se dão por meio de ações educativas permanentes e integradas a todos os saberes e fazeres relacionados ao fenômeno trânsito, compreendemos que a continuidade deste processo depende da manutenção desses atores e do engajamento de toda a sociedade. Acreditando nisso, passamos a escrever o roteiro da terceira cena, que se materializa neste livro, com a abordagem de várias temáticas: psicologia, trânsito e mobilidade humana; mídia e trânsito; urbanismo e trânsito; estatísticas do trânsito; e as ações de várias instituições ligadas ao trânsito em nosso Estado. Além dos atores que inicialmente faziam parte desta história, outros se integraram para constituir o roteiro da terceira cena. A realização deste livro não representa o final desta história. Ainda não chegamos à última cena. Quantas cenas serão necessárias para conhecer o final dessa história, para termos um trânsito seguro e cidadão? Como personagens da vida real, todos nós estamos comprometidos com o desenrolar e o final desta história. pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.subject Ciências da saúde. pt_BR
dc.subject Psicologia. pt_BR
dc.subject Trânsito. pt_BR
dc.subject Prevenção de acidentes. pt_BR
dc.subject Educação. pt_BR
dc.title Trânsito e mobilidade humana: psicologia, educação e cidadania pt_BR
dc.type Livro pt_BR
mtd2-br.advisor.instituation Conselho Regional de Psicologia do Rio Grande do Sul, pt_BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account