Entrecruzamento teórico-metodológico entre registros de representação e teoria da objetivação

Show simple item record

dc.contributor.author Maggio, Deise Pedroso
dc.date.accessioned 2019-07-24T16:45:50Z
dc.date.available 2018
dc.date.available 2019-07-24T16:45:50Z
dc.date.issued 2019-07-24
dc.identifier.uri http://bibliodigital.unijui.edu.br:8080/xmlui/handle/123456789/6061
dc.description 97 f. pt_BR
dc.description.abstract A presente pesquisa está inserida em um contexto educacional, de pesquisa em ensino e sala de aula, que carece de metodologias de pesquisa científica de produção e de análise de dados adequados a pesquisas que têm por objeto de estudo a sala de aula - a exemplo de aulas de álgebra. Tem-se por problemática: a argumentação no processo de ensino-aprendizagem de álgebra na Educação Superior. Por questão de pesquisa: como explicar a progressão do pensamento algébrico, em meio a um trabalho conjunto em situação de aula? Para tanto, formulou-se o seguinte objetivo geral: estabelecer um referencial teórico-metodológico para pesquisas em ensino e sala de aula. Tendo em mente esse objetivo, esta pesquisa é de natureza qualitativa, teórica e explicativa, de modo que não pretende testar uma hipótese, comprová-la ou refutá-la, mas sim compreender a seguinte hipótese: a aprendizagem de conceitos algébricos em um espaço de sala de aula assenta-se sobre o discurso nos planos individual e coletivo, e este discurso explicita-se por meio da produção de argumentos em um contexto de trabalho conjunto entre professor e estudante e entre estudante e estudante. A produção de dados deu-se por meio de um Estado da Arte e de um entrecruzamento teórico-metodológico entre duas teorias semióticas: uma de natureza semio-cognitiva - teoria dos Registros de Representação Semiótica -, e outra de natureza semio-cultural - Teoria da Objetivação. Os procedimentos de análise seguiram os movimentos recursivos da Análise Textual Discursiva: unitarização, categorização e metatextos. As categorias de análise são reconhecimento e trabalho conjunto, e a unidade de análise é conhecimento algébrico. Pode-se inferir que as transformações de conversão e tratamento não são suficientes para explicar a aprendizagem em álgebra, uma vez que, de um ponto de vista didático-metodológico, o tempo de reação ou de resposta do sujeito não importa, como no teste de reconhecimento de funções afins de Duval (1988a), e sim a tomada de consciência em meio a um trabalho conjunto entre professor e estudante de substituições semióticas concernentes à operação de designação. Processos argumentativos, tais como generalizações, desencadeiam a necessidade dessa prática algébrica pautada em substituições semióticas. Esta pesquisa não pretendeu testar ou comprovar hipóteses, mas explicar um dado fenômeno intrínseco ao espaço de sala de aula, portanto pesquisas futuras podem testar a hipótese deduzida levando em consideração duas categorias de análise: transformações e substituições semióticas, e trabalho conjunto. pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.subject Ciências humanas. pt_BR
dc.subject Educação. pt_BR
dc.subject Pesquisa em sala de aula. pt_BR
dc.subject Conhecimento algébrico. pt_BR
dc.subject Critério cognitivo de reconhecimento. pt_BR
dc.subject Trabalho Conjunto. pt_BR
dc.subject Argumentação. pt_BR
dc.title Entrecruzamento teórico-metodológico entre registros de representação e teoria da objetivação pt_BR
dc.type Tese pt_BR
mtd2-br.advisor.instituation Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul pt_BR
mtd2-br.advisor.name Nehring, Cátia Maria


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account