A educação integral em tempo integral: as interfaces e os desafios

Show simple item record

dc.contributor.author Sostisso, Inês
dc.date.accessioned 2019-07-25T22:07:42Z
dc.date.available 2019
dc.date.available 2019-07-25T22:07:42Z
dc.date.issued 2019-07-25
dc.identifier.uri http://bibliodigital.unijui.edu.br:8080/xmlui/handle/123456789/6082
dc.description 93 f. pt_BR
dc.description.abstract A educação integral, é um desafio que instiga a comunidade escolar, a repensar a ampliação do tempo escolar, a partir da implementação de um projeto político-pedagógico, que assegure uma educação com a apropriação de valores e conhecimentos produzidos ao longo da história da humanidade. Essa dissertação, intitulada A Educação Integral em Tempo Integral: As Interfaces e os Desafios, decorre da experiência profissional como coordenadora pedagógica e vice-diretora em instituição pública municipal de Horizontina/RS. O estudo objetiva compreender a construção da proposta de educação integral em tempo integral na perspectiva das culturas populares considerando as interfaces e desafios entre estas e as práticas educativas populares. A pesquisa se norteou pelas seguintes indagações: em que medida o tempo integral assegura a educação integral? Quais as dificuldades, desafios e impactos possíveis na ampliação do tempo de permanência na escola na comunidade escolar de uma instituição pública no município de Horizontina/RS? Para tanto, a escrita aborda um estudo bibliográfico com reflexões sobre o tema da educação integral em tempo integral e a sistematização de experiências em uma comunidade escolar do município de Horizontina/RS. A sistematização de experiências, proposta como recurso metodológico, envolveu cinco famílias, a partir de entrevistas participante e semiestruturadas, tendo a priori definido um adulto responsável por aluno em cada família, totalizando uma amostra de cinco pessoas. Os sujeitos entrevistados foram identificados por letras do alfabeto (A, B, C, D e E) e escolhidos de acordo com as características do grupo familiar ao qual pertencem, mesmo sendo aleatório foram sempre as mulheres que responderam. Foi possível perceber consonâncias entre o desejo das famílias, atribuindo à escola as funções de educar e cuidar e o que está previsto na legislação brasileira. A partir dos estudos bibliográficos e reflexões acerca da educação integral é plausível compreender que a escola de tempo integral não necessariamente está associada à educação integral. Para que isso se efetive é preciso um trabalho integrado entre comunidade escolar e políticas públicas que fortaleçam a instituição escolar, em seu PPP, valorizando as ações pedagógicas e o espaço e tempo em todas as dimensões. pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.subject Ciências humanas. pt_BR
dc.subject Educação. pt_BR
dc.subject Educação Integral. pt_BR
dc.subject Tempo integral. pt_BR
dc.subject Educação Popular. pt_BR
dc.subject Espaço e tempo na educação. pt_BR
dc.subject Políticas públicas. pt_BR
dc.title A educação integral em tempo integral: as interfaces e os desafios pt_BR
dc.type Dissertação pt_BR
mtd2-br.advisor.instituation Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul pt_BR
mtd2-br.advisor.name Luft, Hedi Maria


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account