Redes neurais artificiais aplicadas a modelagem matemática de ensaios não destrutivos para determinação da resistência à compressão do concreto

dc.contributor.authorBandeira, Flávia Izabel
dc.date.accessioned2024-07-02T22:07:04Z
dc.date.available2022-03-03
dc.date.available2024-07-02T22:07:04Z
dc.date.issued2024-07-02
dc.description85 f.
dc.description.abstractA avaliação das estruturas de concreto é uma questão importante enfrentada na Engenharia Civil, e pode ser necessária devido ao surgimento de danos nas construções, mudança de uso ou ainda suspeita de má qualidade do material empregado. A resistência à compressão é a principal propriedade do concreto, responsável pela sua segurança estrutural. Nesse sentido, é ela que se investiga durante a avaliação de uma estrutura. Essa investigação normalmente é realizada através de ensaios destrutivos que envolvem a remoção de uma amostra de concreto do local para ser submetida ao ensaio em laboratório. Mesmo sendo a metodologia mais tradicional, esses ensaios nem sempre são viáveis pois envolvem um processo dispendioso e tecnicamente difícil, além de permitirem a extração de um pequeno número de amostras, a fim de não prejudicar a estrutura em análise. Uma alternativa a estes ensaios, são os chamados ensaios não destrutivos. Estes tipos de ensaios não causam danos significativos ao concreto, apresentam baixo custo, maior facilidade de execução e podem ser utilizados para avaliar um grande número de elementos de concreto. Apesar de suas vantagens, para utilizá-los com precisão na determinação da resistência à compressão do concreto, é necessário estabelecer uma relação entre a resistência e o resultado do ensaio não destrutivo, a qual pode ser realizada a partir da coleta de dados experimentais e sua posterior modelagem. Com base nestas considerações, desenvolveu-se neste trabalho um modelo matemático para determinação da resistência à compressão do concreto através de ensaios não destrutivos, formulado a partir de redes neurais artificiais. Isso foi possível por meio da elaboração de uma metodologia experimental, onde foram moldados blocos de concreto de diferentes resistências e submetidos aos ensaios não destrutivos de esclerometria e penetração de pinos. Foram realizados ainda ensaios destrutivos para a obtenção da resistência real do concreto, a qual foi utilizada na formulação e na validação do modelo. A partir da coleta e posterior modelagem dos dados experimentais observou-se que os modelos de redes neurais artificiais gerados apresentaram resultados satisfatórios, com correlação próxima a 1. Além disso, o erro médio relativo para os modelos propostos foi inferior a 4% demonstrando o bom desempenho da metodologia proposta. Palavras-chave: Desempenho, Esclerometria, Penetração de pinos, Redes neurais artificiais.
dc.identifier.urihttps://bibliodigital.unijui.edu.br/handle/123456789/7622
dc.language.isopt_BR
dc.relation.ispartofseriesDissertação
dc.subjectMATEMÁTICA
dc.titleRedes neurais artificiais aplicadas a modelagem matemática de ensaios não destrutivos para determinação da resistência à compressão do concreto
dc.typeDissertação
mtd2-br.advisor.instituationUniversidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - Unijuí
mtd2-br.advisor.nameCampos, Maurício de
mtd2-br.co-advisor.nameSausen, Paulo Sérgio
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
Flávia Izabel Bandeira.pdf
Tamanho:
11.51 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Descrição:
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
license.txt
Tamanho:
1.53 KB
Formato:
Item-specific license agreed upon to submission
Descrição: